FIQUE POR DENTRO

  • O Plasma rico em plaquetas (PRP) ou concentrado plaquetário é conhecido por seu aumento na concentração de plaquetas e seus fatores de crescimento associados. Obtido pela centrifugação do sangue recém colhido utilizando citrato de sódio como anticoagulante, em velocidade baixa, de modo a sedimentar as hemácias e manter os leucócitos e as plaquetas em suspensão no plasma.Esse, então, é transferido para outro tubo e constitui o Plasma Rico em Plaquetas (PRP). Este processo permite a concentração de grande número de plaquetas em condições de liberar os fatores de crescimento, em um pequeno volume de plasma.


    Clique aqui e veja matéria no canal americano ABC News sobre a aplicação do Plasma Rico em Plaquetas (PRP) na artrite através da técnica especial de injeção.


    O QUE É TÉCNICAS ESPECIAIS DE INJEÇÃO NO TRATAMENTO DA DOR





    Histórico:


    Desde meados de 1990, o gel de plaquetas (originário do PRP), tem sido usado nas áreas de cirurgia oral, reconstrutiva oral, bucomaxilo-facial e procedimentos de reconstrução para implantodontia, visando acelerar o reparo da ferida cirúrgica e a regeneração óssea. Recentemente, estudos mostram benefícios do plasma rico em plaquetas em outras áreas da medicina como, por exemplo, na dor das articulações, neuropáticas, musculares, tendões, promovendo alívio da dor e recuperação tecidual.


    PRP.jpg


    O tratamento com aplicação de Plasma Rico em Plaquetas (PRP) pode eliminar a necessidade de tratamentos mais agressivos como cirurgia e medicação a longo prazo, além de uma recuperação mais rápida.


    Indicado para pessoas que sofrem de dores e lesões:

    Coluna

    Ombros

    Cotovelos

    Pulso e mão

    Tendinose (tornozelo, joelho, ombro, punho, bíceps da panturrilha, e os

    tendões de Aquiles)

    Quadril / Pélvis / articulações Sacro-Ilíaca

    Joelho

    Tornozelo e Pé

    Articulações artríticas


    Vídeo explicativo de como é procedimento de aplicação de plasma rico em plaquetas.




    Fatores de Crescimento liberado pelas Plaquetas: As plaquetas liberam inúmeros fatores de crescimento que diretamente estimulam o processo de reparação tecidual. A produção dos fatores de crescimento, levam a destruição de bactérias e materiais estranhos da lesão. Abaixo alguns fatores de crescimento existentes no Plasma Rico em Plaquetas (PRP):


    1 Fator de Crescimento Derivado da Plaqueta ( PDGF) tem um papel importante no processo de recuperação dos tendões, especificamente por estimular a mitogênese (processo relacionado a cicatrização), angiogênese (relacionado a formação de capilares novos que tem como função promover aumento do fluxo sanguineo local) e ativação de macrófagos (relacionado a "limpeza" tecidual do colágeno

    danificado).

    2 Fator de Crescimento Epidermal (EGF) estimula a formação das células da pele e também induz a formação de novos vasos.

    3 Fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) são potentes estimuladores da angiogênese e mitogênese . O VEGF aumenta a permeabilidade das celulas endotelias que ajuda na reparação tecidual através das células sanguineas circulantes. Vários tipos de inflamações como as tendinites e fasciites estão relacionados a falta de circulação sanguinea tecidual local.

    4 Fator de Crescimento Transformador Beta (TGF-B) tem importante função no ciclo que influência o crescimento celular através da sinalização tecidual. Também esta associado a regulação do sistema imune, pois a otimização do sistema imune favorece o processo de recuperação tecidual.


    angiogenesis.jpg



    Algumas recomendações são importantes antes de começar o tratamento com Plasma Rico em Plaquetas (PRP):


    1 Evitar utilização de anti-inflamatórios não esteróides (AINES) uma semana antes do procedimento e no decorrer do tratamento.

    2 Em caso de desconforto no local da aplicação a maioria dos pacientes requerem apenas analgésicos simples como Tylenol. Gelo ou calor podem ser aplicados à área, conforme necessário.

    3 Na primeira semana após o procedimento o paciente deve evitar atividade física excessiva.


    laser.jpg


    Foto do Foto-ativador (Adi-Light 2) desenvolvido pela empresa Australiana de tecnologia Adistem. O Foto-ativador tem a função de aumentar o antagonista do receptor da Interleucina 1, este efeito faz com que a se reduza a dor e a inflamação associada as injeções de Plasma Rico em Plaquetas ( PRP) e também acelera o processo de recuperação tecidual. Esta tecnologia também pode ativar as células-tronco extraídos do tecido adiposo ou medula óssea, tornando as células-tronco ainda mais potentes em exercer sua função de reparação.


Links Relacionados

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba gratuitamente nossos informativos em seu email.

Nome:


E-mail:

FACEBOOK


BLOG

Weblite - Soluções para Internet