Células-tronco no tratamento ...

CÉLULAS-TRONCO NO TRATAMENTO DA LESÃO MEDULAR (PARAPLEGIA)

A lesão medular traumática ocorre quando um evento traumático, como acidentes automobilísticos ou motociclísticos, mergulho, agressão com arma de fogo ou queda resulta em lesão das estruturas medulares interrompendo a passagem de estímulos nervosos através da medula. A lesão pode ser completa ou incompleta. A lesão é completa quando não existe movimento voluntário abaixo do nível da lesão e é incompleta quando há algum movimento voluntário ou sensação abaixo do nível da lesão. A medula pode também ser lesada por doenças (causas não traumáticas), como por exemplo, hemorragias, tumores e infecções por virus.


Nas lesões medulares completas, há paralisia, perda de todas as modalidades sensitivas (tátil, dolorosa, para temperatura, pressão e localização de partes do corpo no espaço) abaixo da lesão e alteração do controle esfincteriano (urinário e fecal). As lesões cervicais altas determinam tetraplegia (paralisia dos quatro membros). Na tetraplegia, a insuficiência respiratória é freqüente, devido ao comprometimento do nervo que comanda a contração do diafragma (nervo frênico). Nas lesões cervicais baixas, observa-se paralisia dos membros inferiores e das mãos. Nas torácicas, a paralisia é de membros inferiores.

Nas lesões medulares incompletas (síndromes medulares anteriores), há comprometimento dos dois terços anteriores da medula, que se manifesta por déficit motor e sensitivo abaixo do nível da lesão, sendo que a sensibilidade profunda (vibratória e noção da posição de partes do corpo no espaço) está preservada. Essa síndrome sugere uma compressão anterior da medula como a associada a hérnias de disco traumáticas ou a lesões isquêmicas secundárias.

 

Níveis de lesão na coluna.jpg


A terapia com células-tronco vêm apresentando bom resultados para lesões medulares. Um estudo com células-tronco autólogas adultas feito pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo com células tronco retiradas da medula óssea da própria pessoa, e aplicada no local aonde houve a lesão. Em 15 dos 32 pacientes (tetraplégicos e paraplégicos) cuja evolução vinha sendo acompanhada há dois anos pelos médicos do HC, verificou-se uma boa resposta com o tratamento, pois no teste ao receberem estímulos elétricos nas pernas, os impulsos chegaram até o cérebro. Ou seja, o impulso passou pelo ponto onde ocorreu a ruptura e conseguiu chegar até o sistema nervoso cenral . Os 15 pacientes também relataram uma melhora na sensibilidade dos membros afetados pela paralisia - disseram que passaram a "senti-los melhor." (1)

Outro caso foi na cidade de Bonn na Alemanha. Após implante de células-tronco autólogos no dia 25 de maio de 2011 e com uma semana de tratamento de reabilitação no Centro ISST na cidade de Unna na Alemanha, pela primeira vez em três anos e meio de lesão, o paciente conseguiu realizar contrações voluntárias de quadríceps - músculo responsável por esticar as pernas. Veja o seu relato no vídeo abaixo:

 

 

O Caso do paciente que fez terapia com células-tronco no Panamá e na Costa Rica faz seu relato de como voltou a andar.


 

Leitura Complementar:

1. O Estado de São Paulo - Rede Saci: www.saci.org.br
2. Miller RH, Bai L. Translating stem cell therapies to the clinic. Neurosci Lett. 2012 Jan 25. [Epub ahead of print] PubMed PMID: 22306614.
3. J. Araujo1, J Araujo Filho2, E. Ciorlin3 .Células-tronco de medula óssea em isquemia crítica de membros. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. 2009.
4. Sandner B, Prang P, Rivera FJ, Aigner L, Blesch A, Weidner N. Neural stem cells for spinal cord repair. Cell Tissue. Res. 2012 Mar 3. [Epub ahead of print]  PubMed PMID: 22388657.
5. Liu H, Yang K, Xin T, Wu W, Chen Y. Implanted electro-acupuncture electric stimulation improves outcome of tem cells' transplantation in spinal cord injury. Artif Cells Blood Substit Immobil Biotechnol. 2012 Mar 2. [Epub ahead of  print] PubMed PMID: 22384853.
6. Larijani B, Nasli Esfahani E, Amini P, Nikbin B, Alimoghaddam K, Amiri S, Malekzadeh R, Mojahed Yazdi N, Ghodsi M, Dowlati Y, Sahraian MA, Ghavamzadeh A. Stem cell therapy in treatment of different diseases. Acta Med Iran. 2012 Feb;50(2):79-96. PubMed PMID: 22359076.
7. Park SS, Lee YJ, Lee SH, Lee D, Choi K, Kim WH, Kweon OK, Han HJ. Functional recovery after spinal cord injury in dogs treated with a combination of Matrigel  and neural-induced adipose-derived mesenchymal Stem cells. Cytotherapy. 2012 Feb  21. [Epub ahead of print] PubMed PMID: 22348702.
8. Vawda R, Wilcox J, Fehlings M. Current stem cell treatments for spinal cord injury. Indian J Orthop. 2012 Jan;46(1):10-8. PubMed PMID: 22345801; PubMed Central PMCID: PMC3270592.

Links Relacionados

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba gratuitamente nossos informativos em seu email.

Nome:


E-mail:

FACEBOOK


BLOG

Weblite - Soluções para Internet