Transplante bilateral alogênico de células-tronco da medula óssea humana ...

TRANSPLANTE BILATERAL ALOGÊNICO DE CÉLULAS-TRONCO DA MEDULA ÓSSEA HUMANA NA REGIÃO SUBVENTRICULAR NA DOENÇA DE PARKINSON: UM ESTUDO CLÍNICO PILOTO

  • O evolução da doença de Parkinson e seus distúrbios não podem ser impedidos com as medicações atuais disponíveis. Neste estudo, foram recrutados 8 pacientes com Doença de Parkinson e 4 pacientes com parkinsonismo plus entre 5 a 15 anos após o diagnóstico. Todos os pacientes receberam transplante bilateralmente de células-tronco na região subventricular cerebral e foram acompanhados por 12 meses. Os pacientes com Doença de Parkinson após a terapia relataram uma melhora média de 17,92% durante o "on" e 31,21% durante o período "off" no sistema de pontuação da UPDRS. Nenhum dos pacientes aumentaram sua medicação durante o período de acompanhamento. Subjetivamente, as pacientes referiram melhora da fala, tremores, rigidez, e ataques de congelamento, os "freezings". Esses pacientes transplantados nas fases iniciais da doença (inferior a 5 anos), mostraram-se melhor reposta e nenhuma progressão da doença para além das fases posteriores (11-15 anos). No entanto, os pacientes com Doença de Parkisnon mais avançado, não mostraram qualquer alteração em sua situação clínica, após o transplante de células-tronco. Este estudo demonstra a segurança do transplante alogênico humano de células-tronco mesemquinais transplantadas para o sistema ventricular cerebral, além de  sua eficácia em pacientes em estágio inicial da Doença de Parkinson.


    Mais informações sobre Doença de Parkinson: www.estimulacaoneurologica.com.br 

PDF DOWNLOAD
Links Relacionados

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba gratuitamente nossos informativos em seu email.

Nome:


E-mail:

FACEBOOK


BLOG

Weblite - Soluções para Internet