Perspectivas da terapia com células-t...

PERSPECTIVAS DA TERAPIA COM CÉLULAS-TRONCO PARA O DIABETES MELLITUS TIPO 2

  • A patogênese do diabetes mellitus tipo 2 (DM2) está associada, basicamente, a dois
    mecanismos, resistência à ação da insulina e disfunção secretória das células ?
    pancreáticas. Atualmente, há evidências experimentais, clínicas e epidemiológicas, da
    participação do sistema imune e de mediadores inflamatórios nesses mecanismos
    patogênicos. O interesse pelo tratamento regenerativo e pela utilização da terapia
    celular para o tratamento do DM2 deriva da importância da preservação da integridade
    funcional e quantitativa das células ? pancreáticas. A utilização de células-tronco para
    obtenção de controle glicêmico em modelos experimentais de DM2 tem sido descrita já
    há alguns anos. Entretanto, em humanos, há poucos estudos publicados nesse sentido.
    Embora haja várias dificuldades a serem transpostas até que a terapia regenerativa do
    pâncreas para tratamento do DM2 seja uma opção viável, ela poderá vir a ser, no
    futuro, uma ferramenta importante para o controle metabólico da doença e redução de
    suas complicações crônicas. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. 2010;32(4):329-334.

PDF DOWNLOAD
Links Relacionados

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba gratuitamente nossos informativos em seu email.

Nome:


E-mail:

FACEBOOK


BLOG

Weblite - Soluções para Internet